Ilustração para rótulo e embalagem

Nov 11, 2019 | design, ilustração, packaging

Ilustração para rótulo e embalagem

 

Ilustração: “uma imagem vale mais do que mil palavras” 

A ilustração é uma das formas mais antigas de comunicação. Utilizada para acrescentar e esclarecer informações ou simplesmente como recurso decorativo. Desde as primeiras pinturas rupestres às modernas criações digitais, comunicar através das imagens é algo que sempre acompanhou o Homem. Trata-se de uma forma de contar histórias sem necessidade de palavras.

É senso comum pensar que ilustração está restrita meramente a desenhos. Porém, esta é uma disciplina que abrange várias técnicas. Colagens, aquarelas, gravuras, pintura digital ou analógica (óleo, lápis de cera, grafite), entre outras, são alguns dos procedimentos aplicados ao processo ilustrativo.

Trabalhar com imagens ilustradas é uma alternativa recorrente e interessante para diversas áreas como publicidade, jornalismo, marketing e design. Um trabalho de design com aplicação de ilustração tende a ser um trabalho diferenciando, único. Não obstante para além do domínio da técnica é igualmente importante conhecer de como esta evoluiu e o seu papel para a comunicação visual.

A ilustração aplicada ao branding das marcas

Uma marca tende a simbolizar uma promessa, um compromisso para com o cliente. O trabalho de um brand designer foca-se em materializar esta promessa através de ilustrações, cores, formas e tipografias. O conjunto destes elementos tem o objetivo de transmitir os valores e missão da marca ao primeiro olhar.

Cada vez mais, marcas de todos os setores e em todo o mundo adotam a ilustração na sua comunicação. Quem não se lembra dos anúncios de TV da Red Bull, com cartoons animados que ganhavam asas e voavam?

No mercado dos vinhos, a tela é do tamanho do rótulo de cada garrafa. É neste espaço que o ilustrador e/ou designer tem de criar a sua narrativa visual.

A tendência do retro e a sua influência nas marcas

Temos vivenciado, ao longo dos últimos anos, um crescimento da cultura retro. Este re-surgimento é visível nos estilos de vida, moda, decoração e também no design. A ilustração é uma das técnicas de design mais representativas desta corrente.

No projeto Mélange à 3, adaptámos a ilustração para contar a história deste vinho. Uma representação do moderno e irreverente aliado a uma imagem retro alusiva aos anos 60.

Mélange à 3 – Quando o retro, a história e a inovação se encontram

Numa colaboração que dura há mais de 10 com a Quinta dos Carvalhais, temos contribuído para o desenvolvimento das suas marcas. É por isso, com alegria e satisfação, que desenvolvemos a imagem desta nova referência. O Mélange à 3 é símbolo disso mesmo. Este vinho vem renovar o portfólio da marca, comunicando um Dão moderno e arrojado. Provando que, após mais de meio século de experiência e saber acumulados, o grupo Sogrape continua a apostar na inovação.

O novo vinho da Quinta dos Carvalhais foi buscar o nome à palavra francesa Mélange, que significa mistura. O algarismo que ampara o seu nome – 3 – é repleto de simbolismos positivos, representando a união e a perfeição. O 3 simboliza ainda as três castas que produzem este vinho – Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro.

A linha retro na ilustração do rótulo.

Na construção da narrativa visual deste vinho, quisemos transmitir uma imagem cool, e de lifestyle. O conceito gráfico foi inspirado nos anos 50 e 60. Aliámos ao estilo retro técnicas de ilustração modernas, para conferir à marca um toque de originalidade e irreverência. Uma imagem que transmite a essência deste vinho: uma opção fácil e descomplicada.

Mantivemos o logo e cápsula da Quinta dos Carvalhais como elementos identitários da marca, referência no mercado. Também o lettering utilizado foi o mesmo que o dos demais vinhos da marca, Duque de Viseu e Grão Vasco. Se, por um lado, se trata de um produto novo, por outro quisemos respeitar e enaltecer a tradição.

As 3 personagens representam a personificação das castas que compõe este vinho. Já a mota, foi adicionada como um elemento agregador que simboliza liberdade e juventude, a dolce vita. Um branding irreverente para clientes também eles irreverentes.

A ilustração do rótulo tem o lugar de destaque na caixa individual, onde a ilustração do rótulo tem o lugar de destaque.

A importância da narrativa

No processo criativo de design, o resultado final é o reflexo da narrativa que se quer transmitir. No caso dos vinhos, essa história deve ser cuidadosamente elaborada para que o rótulo possa contá-la ao consumidor com facilidade.

Quer se opte por trabalhar uma ilustração ou outra técnica de comunicação visual, a narrativa é sempre o foco. O trabalho do designer gira à volta dessa história e da forma como este a transforma em elementos visuais.

Pin It on Pinterest