Produtos gourmet e o mercado premium Português

Nov 26, 2019 | design, packaging

Produtos gourmet e o mercado premium Português

 

Dizem que “somos o que comemos”. E o que é facto é que estamos cada vez mais exigentes com aquilo que comemos. E quando dizemos comer, dizemos também beber, temperar ou consumir.
Começámos a dar mais atenção à nossa saúde e ao meio ambiente em que vivemos. Valorizamos a qualidade, origem e tempo em detrimento do preço e da pressa.

Os premium products fazem parte de um universo de luxo que se tem vindo a tornar acessível a diversos públicos. As marcas, sobretudo na área dos vinhos e bebidas espirituosas, aperceberam-se do valor acrescentado que estes podem trazer aos consumidores.
Tem-se verificado nos últimos anos um crescimento na procura de produtos gourmet (ou premium products) em todo o mundo.

Qual a diferença entre produtos gourmet e premium products?

O termo gourmet foi usado pela primeira vez pelo francês Jean Savarin. No seu livro “Fisiologia do Gosto” empregou esta palavra para designar pessoas com paladar apurado, elegante e refinado. O tempo passou mas o seu significado manteve-se praticamente intacto. As marcas de produtos gourmet são representantes de sofisticação e qualidade, bem como os produtos ditos “gourmet”. Tornar um produto gourmet é acrescentar-lhe valor através da textura, ingredientes, sabor ou apresentação, diferenciando-o de produtos semelhantes.

Já o termo ‘premium’ é usado para descrever produtos de qualidade com algum fator de inovação agregado. Além de caros, são raros e fazem parte da história de uma marca, proporcionando uma experiência para quem os consume.

O que é que os clientes procuram no mercado gourmet?

Tudo começou com a gourmetização das bebidas alcoólicas. Surgiu a necessidade de aumentar a oferta de produtos e dar a provar algo especial aos consumidores. E esta mudança envolveu alterações nos sistemas de produção e branding das marcas. Citando o diretor geral da Moët & Chandon, “as pessoas procuram 3 coisas em premium products”. A primeira é autenticidade, a segunda é a concretização de uma vida de luxo e, por fim, a experimentação. Os consumidores estão dispostos a gastar mais em produtos melhores, que podem torná-los melhores. Mais saudáveis, mais exclusivos e mais eficientes. Isto impulsiona largamente a procura por produtos que nos permitem ser a melhor versão de nós mesmos. Como é o caso de produtos de origem biológica e de produção consciente.

O mercado gourmet ainda é uma tendência?

Segundo uma análise ao mercado global no sector vinícola, esta tendência veio para ficar. Em Portugal, um estudo feito pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro diz o mesmo. “Em valor, é de esperar que tanto a produção como consumo (de vinhos superiores) evoluam de modo positivo”. Acrescentando ainda que isto se deve à gourmetização dos vinhos, cada vez mais presente no mercado mundial.

Qual o nosso trabalho com premium products?

Gostaríamos de dar especial destaque ao desafio que o Azeite Gallo nos lançou. A qualidade é um valor centenário da marca de azeites portuguesa – desde a garrafa até à mesa. Por isso, lançaram a gama de Vinagres de Sidra Gallo – com sabores naturais, autênticos e versáteis. Este lançamento prova a constante preocupação da marca em acompanhar as tendências e necessidades dos consumidores. Proporciona, assim, experiências diferentes à mesa, democratizando os produtos gourmet nas cozinhas do mundo.

O desafio lançado foi criar uma nova imagem para a esta gama de vinagres de Sidra: original, balsâmico e bio. Mantiveram-se o logo, garrafa e assinatura já existentes. Mudou-se o rótulo e os seus grafismos. O objetivo de comunicar a naturalidade e leveza desta gama produzida a partir de ingredientes naturais foi cumprido. Através das ilustrações recorrendo à técnica de engraving destacámos o ingrediente principal: a maçã. Com o papel artesanal e textura reforçámos a naturalidade da gama. E através da tipografia “rough” e cores “clean“, sublinhámos a frescura desta gama de produtos gourmet portugueses.
Voltando às cores, atribuímos cada uma delas consoante as características de cada um dos vinagres. No Original, a frescura e leveza representada pelo azul. Os tons quentes do Balsâmico envelhecido em madeira, transmitem a sua intensidade e caráter. No Bio, o verde cria uma atmosfera orgânica e sustentável, que comunica a sua origem biológica.

A importância do design, na distinção dos produtos gourmet dos restantes, é crucial e qualitativa. Não só em fatores como a criação de uma linguagem apelativa e sexy, como também o foco na audiência certa.

Conheça aqui o nosso trabalho para o Azeite Gallo Bio.

Pin It on Pinterest