Quinta
da Vacaria

Lenda itinerante.

...
Cliente: A. Monteiro e Pôncio, Lda.

A Quinta da Vacaria, uma das mais antigas propriedades da região (primeiro registo data de 1616), fica situada na margem direita do Rio Douro junto à cidade da Régua, no coração da Região Demarcada mais antiga do mundo, o Douro.
Antigamente, no cais da quinta atracavam os Barcos Rabelo para carregar as pipas cheias com o vinho do Porto e transporta-las até Gaia, na Foz do Rio, onde eram vendidos a granel para todo o mundo deixando para trás a sua identidade oculta uma vez que estes cascos de madeira não eram sequer marcados com o selo do produtor. No destino, o vinho era engarrafado e rotulado com a marca dos comerciantes estrangeiros que o adquirissem entretanto, vindo algumas delas a ganhar bastante prestigio como legítimas possuidoras de uma qualidade que não lhes pertencia.
Foi assim que os vinhos produzidos na Quinta da Vacaria viajaram durante 4 séculos pelo mundo sem que ninguém conhecesse a sua verdadeira origem.
Graças à lei do terço, uma das leis que regula o vinho do Porto, os agricultores são obrigados a guardar um terço da produção e, a Quinta da Vacaria orgulha-se hoje de ter um dos maiores e mais valiosos stocks de Vinhos do Porto antigos, que só em 2016 foram finalmente engarrafados na origem e rotulados com marca própria.
Quando pensámos na imagem para esta marca, quisemos que ela evocasse todo o “glamour" e prestígio destes 400 anos de história a viajar pelo mundo com falsas identidades.
Inspirados em mapas antigos, compassos, astrolábios e rosas dos ventos, criámos um poderoso V (de Vacaria) rodeado por elementos gráficos de grande pormenor onde a riqueza do ouro contrasta com a textura do papel artesanal azul marinho.
A imagem criada é um desafio à linguagem tradicional dos vinhos do porto destacando-se fortemente numa prateleira da categoria, sobrepondo-se a todas as outras.
A colecção das quatro garrafas de 10, 20, 30 e 40 anos é transportada num estojo inspirado numa antiga mala de viagem numa alusão clara ao seu passado e ao seu espirito viajante.